23 de jun de 2010

Definindo o indefinível

-


sou várias interrogações:
uma definição.
feita de vírgulas:
sou interrupção.
criada com exclamações:
sou discrição, mansidão.
Em meio aos travessões:
sou silêncio.
Algumas aspas:
sou eu mesma.
Repleta de reticências:
sou um infinito.
um ponto final?
bem, não tenho um ponto final.


Gramática e vida


remanescentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário